OS ANÚNCIOS DO BLOG NÃO SÃO VÍRUS.....

PESQUISA GERAL,,,,

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

CICATRIZES NA ALMA-- SRP


CICATRIZES NA ALMA –SRP

Letícia foge do amor possessivo de Rafael e se esconde em um lugar distante e passa a viver sozinha em um chalé a beira mar. 
Rafael descobre o paradeiro dela e vai ao encontro de Letícia. 
Letícia ao vê-lo percebe que ainda o ama, mas por causa do ciúme de Rafael ela pede-lhe o divórcio. 
Rafael então lhe faz uma proposta: que ela volte com ele para casa lhe dando uma nova chance para provar que ele agiria diferente

CAPÍTULO I
Letícia parou para admirar a lua cheia e o brilho das estrelas, enquanto uma suave brisa de fim de tarde agitava seus cabelos loiros. Respirou fundo o ar puro que vinha do mar, e resolveu andar até a praia, que estava alguns metros de distância da enseada. Conforme ia caminhando sentia a brisa marinha esvoaçando seu vestido. Parou e tirou as sandálias há alguns passos do mar. Com uma excitação interior, correu para molhar os pés na água gelada. 
Deixou-se ficar ali. Sentindo o agito do mar, no ir e vir das ondas, que batiam em suas canelas.  Sabia que precisava voltar.  Já estava escuro. Então virou-se  desanimada por deixar toda aquela beleza para trás. Subiu o olhar para a praia  e percebeu ao longe a figura de um homem, que olhava em sua direção. Letícia pode ver sua figura imponente, com cabelos negros, parecia ser alto, com ombros largos, evidenciado pela camiseta branca que lhe aderia a pele, estava com um short igualmente branco. Quando seus olhos cruzaram-se com os do desconhecido, um arrepio passou-lhe pela espinha, deixando-a tensa e perturbada. E conforme ela ia se aproximando pela única passagem em que ele ocupava, pois  a enseada era toda cercada por um muro alto, com  coqueiros enfileirados. A grande extensão do muro cercava a praia  até se perder de vista.
 O rosto do homem estava coberto pelas sombras, Como ele não saía da passagem ela parou e hesitou um pouco e esperou ele sair dali para que ela passasse. Ele  se moveu em sua direção, saindo das sombras. Ela se viu medida da cabeças aos pés, e isso fez com que um rubor subisse a sua face. Então ela o reconheceu. Não, não podia ser!
— Rafael?
Ele com um sorriso cínico  aproximou-se mais dela.
— Então era aqui que você se escondia de mim o tempo todo?
Letícia o olhou aturdida. Fitou-o em silêncio, sem saber o que responder. Os olhos cinzentos piscaram com uma expressão divertida e logo se tornaram frios e ele olhou com seriedade.

Ela fitava o seus olhos, frios arrogantes e interrogadores. Então ela saíu daquele bloqueio mental e disse com voz firme.


— Rafael, não temos mais nada a conversar. Ao menos que você queira tratar do divórcio! 


Rafael a olhou com cólera e  pegou-a pelo braço, seus dedos a apertavam tanto, que ela sentia uma dormência nos dedos das mãos. 


Letícia levantou a cabeça e o encarou com cara de poucos amigos, tirando de Rafael um sorriso cínico. Fazendo com que ela ficasse furiosa e  sustentasse o olhar. Ela já estava acostumada com isso, com Rafael era sempre assim. 

Um comentário:

  1. LI ESSE LIVRO E RECOMENDO.
    MUITO BOM MESMO PARA QUEM GOSTA DO TEMA CIUMES

    ResponderExcluir

OLÁ QUERIDOS LEITORES,ESPERO A OPINIÃO DE VCS SOBRE OS LIVROS!!!!!!

OLÁ MENINAS MEU NOME NO FACEBOOK É:
FLOR FATINHACREPUSCULO